António João Cruz

Licenciatura e doutoramento em Química pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (1986 e 1993, respectivamente). Pós-doutoramento no Departamento de Química e Bioquímica na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, com bolsa da FCT, em 2002-2003.

Colaborou com o Instituto José de Figueiredo, onde realizou numerosos estudos de aplicação da ciência ao estudo das obras de arte, entre 1992 e 1997. É autor de diversas publicações relacionadas com a aplicação da química ao estudo do património, designadamente na área da arqueologia (análise química de sedimentos arqueológicos) e da história da arte (estudos sobre a pintura dos séculos XV e XVI, Bento Coelho da Silveira, Silva Porto, Columbano Bordalo Pinheiro e Mário Eloy, entre vários outros), bem como sobre o uso de materiais adsorventes que possam ser usados em museus com o objectivo de protecção das obras expostas.

Actualmente, está particularmente interessado na história da conservação e restauro em Portugal e no estudo dos antigos tratados técnicos de pintura, materais e técnicas.

Autor ou co-autor de diversas comunicações a encontros nacionais e internacionais. Na situação de convidado, realizou conferências e apresentou comunicações orais em encontros promovidos por:

  • ARP - Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal
  • Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva, Lisboa
  • Instituto Politécnico de Tomar
  • Universidade de Aveiro
  • Universidade Católica Portuguesa, Escola das Artes, Porto
  • Universidade de Coimbra
  • Universidade de Évora
  • Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras
  • Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia
  • Universidade do Porto, Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras

As suas publicações, de uma forma geral, estão disponíveis com acesso livre no seu site pessoal e nas plataformas Academia e ResearchGate.

Além de diversas colaborações de natureza mais pontual, lecciona ou leccionou disciplinas de graduação e pós-graduação relacionadas com os materiais e os estudos laboratoriais das obras de arte:

  • Bacharelato em Conservação e Restauro, Escola Superior de Conservação e Restauro (1995-1999);
  • Bacharelato em Conservação e Restauro, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (1999-2001);
  • Curso de Especialização em Conservação de Pintura Mural, IPPAR – Instituto Português do Património Arquitectónico e Arqueológico (1999-2001);
  • Mestrado em Química Aplicada ao Património Cultural, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (2002-2007);
  • Licenciatura e Mestrado em Conservação e Restauro, Instituto Politécnico de Tomar (2004-presente);
  • Programa de Pós-Graduação em Arte, Património e Restauro, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2004-2012);
  • Doutoramento em Conservação de Pintura, Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa (2006-2010);
  • Mestrado em Gestão dos Mercados de Arte, ISCTE Business School (2007-2008).

Desde o primeiro momento, integrou a comissão coordenadora do Curso de Especialização e do Curso de Mestrado em Química Aplicada ao Património Cultural da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (2002-2007), um curso de mestrado pioneiro em Portugal.

Orientador e co-orientador de diversos temas de pós-doutoramento, doutoramento e de mestrado, relacionados com os aspectos materiais das obras de arte e de outros bens culturais, desenvolvidos na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, na Universidade Católica Portuguesa, no Porto, na Universidade de Aveiro e no Laboratório HERCULES.

Investigador do Laboratório HERCULES, do CITAR - Centro de Investigação em Ciências e Tecnologias das Artes, da Universidade Católica Portuguesa, Porto, e do ARTIS - Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Foi membro do painel de avaliação dos relatórios de projectos científicos da FCT, na área de Estudos Artísticos, de 2014 a 2016.

Director da revista Conservar Património, semestral, publicada desde 2005 pela ARP - Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal, indexada em diversas bases internacionais de referência, nomeadamente na Scopus, da Elsevier, classificada no quartil Q2 pelo indicador Scimago Journal Rank (SJR).

Como formador, tem realizado ou participado em cursos de formação promovidos pela ARP - Associação Profissional de Conservadores-Restauradores de Portugal e pela Rede Portuguesa de Museus.

Mantém ou manteve várias páginas na internet, designadamente A Ciência e a Arte e o blogue com o mesmo nome. Tenta divulgar a Conservação e Restauro, nomeadamente através do Facebook e de artigos em jornais, nomeadamente no jornal Público (1 e 2).

Professor Adjunto (ou equiparado) desde 2004, lecciona na ESTT unidades curriculares de Materiais, Métodos de Exame e Análise e Metodologia da Investigação.

Actualmente, é director do Curso de Mestrado em Conservação e Restauro, membro da Comissão de Coordenação da Licenciatura em Conservação e Restauro, membro do Conselho Técnico-Científico da ESTT e membro do Conselho de Coordenação da Avaliação do Pessoal Docente do IPT.

Projectos de investigação

  • As matérias da imagem: os pigmentos na tratadística portuguesa entre a Idade Média e 1850(POCTI/EAT/58065/2004) Resumo
  • CATHEDRAL - Caracterização e conservação de argamassas tradicionais históricas de edifícios religiosos do Alentejo (POCTI/HEC/57915/2004) Resumo
  • Eneias - A colecção de pintura da Biblioteca Nacional de Portugal: do resgate do património artístico conventual na implantação do Liberalismo ao estudo integrado de conservação e divulgação (PTDC/HIS-HEC/113226/2009).
  • TACELO - Estudos para a conservação das esculturas monumentais em terracota do mosteiro de Alcobaça (projecto FCT PTDC/CTE-GIX/111825/2009).
  • GILT-Teller: um estudo interdisciplinar multi-escala das técnicas e dos materiais de douramento em Portugal, 1500-1800 (PTDC/EAT-EAT/116700/2010).

Principais publicações recentes

  • António João Cruz, Maria João Revez, Francisca Figueira, "Sobre a importância das publicações para a conservação do Património", Conservar Património, 25, 2017, pp. 7-10, https://doi.org/10.14568/cp25fm2.
  • António João Cruz, João Freitas Coroado, Agnès Le Gac, Catarina Miguel, Maria Luísa Carvalho, "Caracterização material da escultura de Nossa Senhora de Fátima", in João Freitas Coroado, Marco Daniel Duarte (ed.), Estudo Científico da Escultura de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, Santuário de Fátima, Fátima, 2017, pp. 98-127.
  • Ana Cristina Seco de Morais, António João Cruz, Carla Rego, "O contributo da conservação e restauro para o conhecimento da história de um objecto: o caso de um biombo com características orientais em madeira policromada", Res Mobilis - Revista Internacional de Investigación en Mobiliario y Objetos Decorativos, 5(6-I), 2016, pp. 173-187, https://doi.org/10.17811/rm.5.2016.173-187.
  • Erica Eires, António João Cruz, Carla Rego, "O teatro da ética e da memória: problemas de intervenção no “Tríptico da Vida de Cristo”, da igreja de São João Baptista, em Tomar, atribuído ao entorno de Quentin Metsys", Conservar Património, 23, 2016, pp. 79-88, https://doi.org/10.14568/cp2015025.
  • António João Cruz, Maria Teresa Desterro, "O ensino da Conservação e Restauro e os problemas de articulação curricular: o caso do Instituto Politécnico de Tomar", Conservar Património, 23, 2016, pp. 97-101, https://doi.org/10.14568/cp2015026.
  • Maria Aguiar, Ana Calvo Manuel, António João Cruz, "As Academias e as suas implicações na representação da figura humana por Aurélia de Sousa", in Maria João Neto, Marize Malta (ed.), Coleções de Arte em Portugal e Brasil nos Séculos XIX e XX. As Academias de Belas-Artes do Rio de Janeiro, de Lisboa e do Porto, 1816-1836: Ensino, Artistas, Mecenas e Coleções, Caleidoscópio, Casal de Cambra, 2016, pp. 225-234, http://www.academia.edu/29896455/.
  • António João Cruz, Carla Rego, "Para a história do restauro de pintura em Portugal: as antigas intervenções no retrato de José António de Oliveira Machado, da Biblioteca Nacional de Portugal", Ge-Conservación, 7, 2015, pp. 5-13, http://ge-iic.com/ojs/index.php/revista/article/view/238.
  • António João Cruz, "A Química aplicada ao estudo das obras de arte: o passado e os desafios do presente", Química. Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, 137, 2015, pp. 43-52, http://www.academia.edu/13186486/.
  • C. Barata, F. Rocha, A. J. Cruz, S. Andrejkovicová, S. Reguer, "Synchrotron X-ray diffraction of bole layers from Portuguese gilded baroque retables", Applied Clay Science, 116–117, 2015, pp. 39-45, https://doi.org/10.1016/j.clay.2015.08.012.
  • H. P. Melo, A. J. Cruz, A. Candeias, J. Mirão, A. M. Cardoso, M. J. Oliveira, S. Valadas, "Problems of Analysis by Ftir of Calcium Sulphate–based Preparatory Layers: the Case of a Group of 16th-century Portuguese Paintings", Archaeometry, 56(3), 2014, pp. 513-526, https://doi.org/10.1111/arcm.12026.

Última actualização: 6-7-2017

 

 

Prof. Adjunto
Gabinete G206
Extensão 3206
ajcruz@ipt.pt


Nota biográfica
Projectos de investigação
Publicações

 
 
Webmaster